sexta-feira, 22 de maio de 2015

Jovens defensores de Direitos Humanos


Instituto Papai compartilha |
O Programa Educação para a Cidadania – GAJOP, dará início a uma etapa de formação em Direitos Humanos com representantes de organizações comunitárias de juventude. A ideia é afiar a participação em espaços de Incidência Política, para fazer desses espaços, lugares de efetivação de direitos!! 



Local: GAJOP, Rua do Sossego, 432 – Boa Vista/Recife
Data: 02 de Junho de 2015
Horário: das 10h às 12h ou das 14h às 16h

domingo, 17 de maio de 2015

Equipe do Instituto Papai em reunião de PMA

Nas próximas segunda (18) e terça (19), a equipe do Instituto Papai estará reunida no encontro para Planejamento, Monitoramento e Avaliação de suas atividades.
Retornaremos ao nosso expediente de trabalho e atendimento ao público, normalmente, na próxima quarta-feira (20).

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Ato do Amor Livre nas ruas do Recife

Militantes do Instituto Papai, Gema-UFPE e Fórum LGBT de Pernambuco
Foto: Acervo Instituto Papai
Lei Municipal contra a homofobia existe desde 2002, mas é pouco conhecida


Militantes do Instituto Papai, em parceria com o GEMA - UFPE (Núcleo de Pesquisa em Gêneros e Masculinidades) e o Fórum LGBT, foram às ruas do Recife nesta quinta-feira, 14, marcando as comemorações pelo dia 17 de maio, Dia Internacional de Luta contra a Homofobia.

Diversos membros das entidades distribuíram, na Rua da Imperatriz, Centro do Recife,  cartões de visita com informações contendo o número do Disque Direitos Humanos e  a importância da Lei Municipal 16. 780, de 2002, que diz que é proibida qualquer forma de discriminação ao cidadão com base em sua orientação sexual. Após o Ato na Rua da Imperatriz, os militantes presentes se encaminharam à Assembleia Legislativa de Pernambuco para chamar a atenção para a importância da Lei do Amor Livre.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Novos pais: eles estão mais participativos na criação dos filhos - Com Ciência, Revista Eletrônica de Jornalismo Científico.

Confira a reportagem >>Novos pais: eles estão mais participativos na criação dos filhos<<, da Patrícia Santos, para a Com Ciência, Revista Eletrônica de Jornalismo Científico.
Na experiência de Mariana Azevedo, coordenadora do Instituto Papai, de Pernambuco, o novo pai se apresenta de acordo com o recorte social. “Os homens que participam mais são profissionais liberais, que têm alguma flexibilidade no trabalho. Não que essa mudança seja algo restrito a eles, mas há um perfil predominante, e não acontece do dia para a noite, é uma mudança cultural, simbólica, vai levar anos”, comenta.


Para ler a reportagem completa, clique aqui.

terça-feira, 12 de maio de 2015